imagens 360

Como usar imagens 360 para apresentar seus projetos

Imagens 360 são conteúdos imersivos que fazem os clientes compreenderem melhor os ambientes e o projeto como um todo.

Para serem geradas, as imagens 360 não requerem equipamentos altamente tecnológicos. Apostar neste tipo de inovação não significa ter ferramentas complexas. 

Pensando nesse contexto, reunimos aqui as principais informações que você precisa saber para começar a criar as suas imagens 360 e apresentar seus projetos de maneira imersiva.

Boa leitura!

Afinal, o que são as imagens 360?

As imagens 360 são conteúdos digitais que mostram um ambiente como um todo. Para isso, ela precisa ser gerada seguindo um determinado padrão, um formato específico. Este padrão é chamado Equirretangular.

A imagem 360 pode ser entendida como uma esfera, onde o centro é o seu ponto de observação. Desta forma, a partir do seu ponto central, é possível olhar em volta e ver o ambiente por todos os lados e ângulos.

Quando visualizada em uma tela plana, a imagem 360 parece estar distorcida. Isto é normal, pois ela não é uma imagem estática, ela é interativa. Ela precisa ser visualizada a partir de um software, uma plataforma. Em outras palavras, ela necessita de um player 360.

Imagem 360 x Panorâmica x Imagem convencional

Imagens convencionais são todas que estamos acostumados a ver por aí, seja de forma digital ou impressa. São imagens para serem visualizadas de forma plana, em telas ou no papel. Elas não possuem um padrão determinado.

Imagens panorâmicas, como as captadas com a câmera do celular, não são imagens 360. Isso porque esse tipo de imagem não segue o padrão Equirretangular. É um equívoco achar que uma imagem panorâmica é uma imagem 360.

E então temos as imagens 360, com padrão e formatos definidos. Elas precisam ser geradas em 360. Não há como converter imagens convencionais e panorâmicas em imagens 360. Neste link, temos vídeos que explicam as características destes 3 (três) tipos de imagens.

Imagem 360 e Tours Virtuais

O conteúdo imersivo é o ambiente virtual para onde somos transportados durante a experiência da Realidade Virtual. Um conteúdo imersivo pode ser um projeto 3D, um vídeo 360 ou uma imagem 360.

Um pouco antes citamos que as imagens 360 precisam de um player 360 para serem visualizadas. Para explicar e ilustrar o que é um player 360, nada melhor que citar o Google Street View (GSV).

O GSV nada mais é que uma plataforma online que hospeda imagens 360. Essas imagens estão interligadas e organizadas em Tours Virtuais que nos permitem “andar” pelo mundo realizando visitas virtuais em inúmeros lugares.

Ao acessar o GSV por um computador, tablet ou celular, podemos interagir com as imagens 360 e os tours virtuais. Conseguimos caminhar pelas ruas, entrar em estabelecimentos comerciais, girar as imagens por todos os lados e ver tudo o que está em volta.

Ao acessar o GSV por um óculos de realidade virtual conseguimos fazer o mesmo. Contudo, com a sensação de estarmos fisicamente dentro das imagens 360. É como se estivéssemos, de fato, visitando o local pessoalmente.

Essa forma de ver o mundo e seus pontos turísticos mudou a experiência de quem pesquisa algo online. Hoje, além dos locais públicos, é possível conhecer comércios, lojas, restaurantes, hotéis e pousadas de uma região.

Uma pesquisa da Ipsos, citada pelo GSV, mostrou que locais que exibem fotografias 360 e tours virtuais têm o dobro de probabilidade de gerar interesse nos clientes.

O Google Street View é um plataforma voltada a locais físicos, sejam eles espaços públicos ou estabelecimentos comerciais privados. Não é uma solução que permite apresentar Tour Virtuais de projetos de arquitetura ou imóveis particulares.

Para esta finalidade há plataformas como o MeuPasseioVirtual, que permitem a criação, manutenção, hospedagem e compartilhamento de Tours Virtuais 360. O MeuPasseioVirtual é uma solução pensada para a Arquitetura e Mercado Imobiliário.

O MeuPasseioVirtual também atua como player 360. Todos os Tours Virtuais 360 criados na plataforma podem ser visualizados em telas planas e em óculos de Realidade Virtual. Este é um exemplo de um imóvel físico, com fotografias 360, e este é um exemplo de projeto de arquitetura, com imagens 3D.

Como gerar imagens 360?

 imagens 360

Na área de Arquitetura, Design de Interiores e Móveis Planejados, a geração de imagens 360 é realizada nos mesmos softwares de modelagem utilizados na criação dos projetos 3D. Estes são alguns dos softwares mais usados no mercado:

  • 3DS Max;
  • Revit;
  • Lumion;
  • Sketchup;
  • Promob;
  • 2020;
  • Blender;
  • Rhinoceros;
  • Archicad.

Para que o ambiente do projeto seja gerado em 360 graus, é preciso apenas configurar a saída do arquivo de imagem no plugin de renderização integrado ao software de modelagem 3D. Entre os plugins mais usados no mercado estão o V-Ray, Corona, Promob Real Scene, Mental Ray e Kerkythea.

Em locais físicos, em ambientes reais, a captação de fotografias 360 pode ser feita utilizando uma câmera 360. Com apenas um clique é possível captar todo o ambiente em uma única foto. Temos esta série de vídeos onde mostramos um review de vários modelos de câmeras 360.

Tanto na Arquitetura quanto no Mercado Imobiliário, é possível fazer uso das renderizações 360 e das fotografias 360 para criar um “Antes e Depois”.

No primeiro, é criado um tour virtual com as imagens 3D 360, mostrando o que foi projetado. No segundo, é criado outro tour virtual com fotografias 360, mostrando assim o que foi executado.

Como apresentar os seus projetos com imagens 360

Imagens 360 e Tours Virtuais podem ser usados na apresentação dos projetos, na prospecção dos clientes, no processo de vendas e até mesmo no acompanhamento das obras.

Muitos profissionais da área de Arquitetura usam o momento da apresentação dos projetos para explorar o potencial das imagens 360 e dos Tours Virtuais. Neste ponto, o uso da Realidade Virtual é fundamental para o encantamento e melhor compreensão do projeto por parte do cliente. 

O Tour Virtual, criado com as imagens 360, fornece ao cliente uma visão ampla do ambiente: integração entre os cômodos, composição, elementos de decoração, texturas, cores e materiais.

Ao vestir um óculos de Realidade Virtual, o cliente é transportado para o Tour Virtual e passa a ter a sensação realística de estar dentro do ambiente virtual. Todos os detalhes citados acima passam a ficar ainda mais evidentes aos olhos do cliente.

Caso não possua um Óculos VR disponível, não haverá essa imersão por completo nos ambientes 360. Contudo, ainda assim é possível apresentar os Tours Virtuais em outros dispositivos de tela plana como TVs, computadores, tablets e celulares. 

No MeuPasseioVirtual, os Tours Virtuais funcionam como sites na internet e ficam sempre disponíveis online. Seus links de acesso podem ser compartilhados em redes sociais, por email e WhatsApp.

Benefícios das imagens 360 na apresentação de projetos

Podemos descrever os benefícios pelos itens tangíveis e os intangíveis. No grupo que pode ser medido, é possível afirmar que a visualização de um projeto com imagens 360 e tours virtuais aumenta consideravelmente a compreensão do cliente quanto ao projeto e a proposta do profissional.

O melhor entendimento do cliente faz com que o número de solicitações de alteração seja reduzido drasticamente. Em alguns casos, simplesmente não há alterações. Em consequência, você acaba otimizando seu tempo e da sua equipe, reduzindo retrabalho e não necessitando de outras reuniões para apresentação.

E como o cliente consegue entender melhor o projeto? Uma das razões é que, com as imagens 360 e o tour virtual, ele consegue ver os ambientes como um todo. Ele identifica a distribuição dos cômodos e se move entre eles. Consegue ver os detalhes de tudo o que está à sua volta, de forma  proporcional ao ambiente.

Uma visão em 360 graus permite que o cliente perceba em evidência os detalhes e os itens que compõem os ambientes: espaços, móveis, pintura, texturas, decorações e o tipo de material usado no moodboard (madeira, pedra, tecidos, cores, etc).

Se for possível, sugerimos a inclusão de um óculos de realidade virtual no momento da apresentação. Os óculos VR permitem que o cliente seja levado virtualmente para dentro dos ambientes. Desta forma, ele pode ver o projeto com a sensação de estar fisicamente dentro dele.

A imersão virtual é uma experiência única para o cliente. Outros meios de apresentação não conseguem transmitir as mesmas sensações que a imersão virtual proporciona. A realidade virtual é capaz de aumentar o encantamento do cliente com o projeto.

Levar aos clientes a experiência de entrar e ver o ambiente antes mesmo de estar pronto pode ser um de seus diferenciais competitivos. São esses tipos de experiências que impactam diretamente na decisão de compra, na fidelização de clientes e na indicação espontânea destes para outras pessoas. 

Imagens 360, Tours Virtuais e Realidade Virtual ainda são recursos pouco utilizados na Arquitetura. Elas são ferramentas que permitem que você se destaque de outros profissionais. Além disso, abre portas para um mercado maior com um atendimento à distância, aumentando seu público potencial.

Comece a criar suas imagens 360

Como descrevemos neste artigo, as imagens 360 são simples de serem criadas e podem ser facilmente incorporadas em seus processos. Utilize-as na produção de Tours Virtuais para ampliar ainda mais o potencial desse recurso e conquistar os seus clientes. 

Se deseja conferir mais conteúdos como este, acompanhe o nosso blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.